Quando nossa individualidade se torna egoísmo

 

Penso que vivemos dois grandes dilemas: o do social ditador que nos faz constantes cobranças e, neste caso, a individualidade é interessante; e o no mundo das relações, na qual os relacionamentos são importantes para construir uma harmonia. Isso tudo nos confunde porque ainda temos de lidar com a ilusão de achar que tudo isso tem que ser perfeito. E você, já sentiu dessa forma?

aace030cb8d6f2e640d0e144a1b8005c

Considera-se uma pessoa individualista ou tem um medo danado de estar sozinho? Você sempre busca relações para se sentir completo e depois percebe que não era isso, ou nem chega a perceber?

Em alguns momentos me sinto assim, me pego com o desejo de equilibrar o individual e as relações. Quando falo de relações me refiro a todas aquelas que temos com pais, companheiro (a), amigos, todos aquelas que julgamos importantes.

Quando nos relacionamos corremos o risco de nos tornarmos individualista ao ponto de fazer exigências, e dessa forma não conhecer o outro. Se passamos a perceber essa individualidade ela nos causa um certo desconforto, porque nesse mundo perfeito que idealizamos não existe a menor possibilidade de você ser individualista. Penso que esse sentimento existe para que possamos nos posicionar em nossas relações e conosco mesmo, permitindo assim que venhamos a nos perceber nessas relações.

Acredito que nos relacionamentos as pessoas buscam trazer a sua melhor forma, onde ambos desejam aparecer um para o outro. E é aí que mora o perigo, porque normalmente temos uma dominância, ou sedemos em prol da relação ou somos o que dominamos. Deixar o outro existir as vezes dói, será que estamos preparados para abrir mão? Já esteve em uma relação onde só o outro deseja existir e você também não conseguiu se posicionar?

711244d33697b7e3d3b6ff6282c1e3ad

Nesse momento é difícil porque as diferenças começam a existir. O interessante é enfrentá-las, o que dificulta porque na maioria das vezes fugimos ou sedemos. Isso devido à ilusão de que os conflitos são ruins, mas pelo contrário, são eles que ajudam a fortalecer uma relação.

Chegamos ao ponto de que a individualidade na relação é boa porque quando você compreende e percebe a individualidade do outo, permitindo-o existir, consequentemente haverá duas pessoas na relação.

E ao perceber isso a individualidade passa a ser respeitada, sem que cause desconforto. Para que uma relação exista de forma saudável, o outro precisa existir, só assim os dois serão capazes de criar o nós da relação. Isso é um constante treino, como tudo na vida é um permitir estar presente na experiência, perceber-se, respeitar-se e amar com todas as limitações.

36ea0478b594ec592ea8bffe08b136d4

Dar espaço para o outro significa aceitar que ele tem escolhas diferentes da suas, que ambos têm falhas e que ser empático é um ato de muito respeito pelo o outro e pela relação.

Esse tipo de sentimento é comum em relacionamentos que temos bastante apreço, é hora de você se questionar o motivo dessas relações não irem para frente.

Cuidado ao pensar que é melhor sozinho, que não existe alguém para você e que essas relações não são mais toleráveis. Será que isso não é um medo de ceder a sua individualidade? Não é fácil assumirmos para nós mesmos que amamos esse lado individual, pense sobre isso. A vida passa e, sem percebermos, estamos criando muros e não acessos nas relações. Esteja aberto para perceber essas verdades, vá aos poucos, permita-se, se obtiver resultados negativos, repense. Só saberemos como será se nos permitirmos viver as experiências de cada dia!

2 comentários sobre “Quando nossa individualidade se torna egoísmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *