A construção da minha maternidade

Nas últimas semanas, tenho buscado curtir esse processo de me conhecer nesse novo papel que a vida me apresentou, agora a gestação e em breve uma mamãe. Me sinto em construção!

5-super-poderes-que-uma-mulher-gravida-possui-800x442

Quem me conhece e já leu algum dos meus textos percebe que eu sempre falo sobre super-heróis, amor, filmes e seriado, mas dessa vez eu descobri alguns superpoderes que a natureza nos permite viver na gestação.  Não é o que dizem? Que a mãe tem superpoderes?

Percebemos o olfato, paladar, os desejos e a audição aguçados.  Na primeira semana da gestação tive alguns enjoos e pude perceber como esses sentidos se intensificam. No começo me irritava bastante com essas novas sensações, acredito que é porque criamos expectativas de que tudo deva ser lindo e perfeito. Aceitar todas essas mudanças requer uma fase e paciência. Aos poucos fui me divertindo com tudo, percebi que desenvolvi sensibilidades que antes não tinha.a664702576b70742a67c21ba78aab8e6

O olfato, por exemplo, que sentimos de longe um cheiro bom e os ruins, que logo já trazem enjoo. E o paladar, esse sim muda, tenho me permitido comer coisas que antes não me interessava como os sabores cítricos, além da audição sensível, que escuta de longe os barulhos.

df565446b8bf0fb158a7f4ea07e3e61e

Diariamente me encantando com esses sentidos e buscando viver cada uma das fases que essa gestação tem me proporcionado, é como um novo começo. Penso que a construção da maternidade já começou e eu tenho me encantado com cada um desses dilemas. Sinto que a gestação é um momento que Deus nos concede de receber o milagre da vida, que nos prepara desde cedo para sentir o cheirinho do ser que está a se formar e até nos permite comer coisas que o corpo pede. Temos sim toda a parte do corpo que inúmeros artigos contam e testificam, mas porque não pensar que somos preparadas com superpoderes para cuidar desse ser e atuarmos como uma facilitadora de desenvolvimento?! Já que a vida lhe concedeu esse lindo sonho, então sinta, experiencie, ame, odeie, o que vier, sinta e aceite como seu. Só assim geramos uma construção de aprendizado. Às vezes me permito ver esse lindo processo com divertimento porque isso, mesmo com fantasia, me torna mais humana e cheia de falhas e ajustes para descobrir, identificar e construir! Que assim seja e que venham novas sensações e desafios!

4 comentários sobre “A construção da minha maternidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *