As circunstâncias fazem você parar e pensar?

Você já teve alguma situação na vida, onde vinha acelerando sem perceber nada a sua volta e de repente acontece algo que te faz parar?  Você se lembra de algum momento assim? Penso que isso é um bem comum. Quando ficamos doente, com enxaqueca, dor no estômago, insônia, tristeza, tudo isso são formas de nosso corpo nos comunicar algo. O próprio cansaço ou mesmo um acidente doméstico levado pela falta de atenção. Essas situações acontecem por não estarmos conectados nas situações. O que essas situações nos mostram ou buscam nos transmitir?

4c4603e33ea8782d7e0113ad31cdea63

Vamos pensar sobre algumas situações:

Nessas ocasiões percebemos o que não nos faz parar, ela nos tira do estado onde não conseguimos nem perceber como isso ocorreu. Existe algo que trazemos por não aceitar, como raiva ou angústia, então vem aquela fala certa: “Por que isso aconteceu logo agora que precisava finalizar?”. E ela não vem sozinha, vem acompanhada de uma bela negação ao se deparar com o contexto disso. Sendo assim, buscamos a todo jeito sair dessa condição para, de alguma forma, sairmos desse ciclo.

bd3f49a2a520aa82f5678246d247ac5d

É agora que você se encontra diante de três caminhos: o famoso “aceita que dói menos”, o desejo de sair e por último a tentativa de usar isso para justificar a sua insegurança. Quando você se perceber em alguma dessas situações, opte por pensar sobre como você pode agir para aceitar. Normalmente, essas situações que dão um “stop” em nossa rotina nos dão indícios de que é preciso olhar para si e perceber onde você está. Você pode estar apenas agindo sem estar presente, ou talvez esteja fazendo algo que nem queria fazer e gerando ansiedades para si.

d15d111b5545905d068db125760fbb52

Cada vez mais passamos nossos dias só agindo sem consciência ou presença dessa realidade ali apresentada. Utilize esses momentos para refletir sobre as suas ações em relação ás situações, à vida e às relações. O que você está deixando de importante para trás? Avalie, pense e sempre se coloque em todas as situações, possibilite-se perceber: Porque está deixando de olhar pra si? Muitas das suas dores ou situações indesejadas são criadas por você mesmo. Somos condutores dessa máquina chamada corpo, dentro dela existe algo muito sutil que esquecemos e é você. Busque olhar de dentro para fora! Permita-se!

Como é sua relação com a vida que lhe cerca?

De fora para dentro ou de dentro para fora? Hoje nos deparamos com tantas informações de como se viver, se relacionar, receitas milagrosas que definem qual a forma mais fácil de lidar com a vida e elas contém inúmeras teorias, técnicas, dicas, histórias e por ai vai.  Todos se transformam em especialistas de algo, afinal, pesquisar a informação ficou fácil e acessível. Sim, nossa tecnologia nos apresenta momentos muito eficazes, mas nada comparado ao fato de você se relacionar com o mundo de dentro para fora.

1362f939fbb64075e11f2139904c6f7b

O que todas essas informações fazem é nos distanciar de um contato único e real conosco mesmo. As informações são ótimas, se forem vistas como complemento ao nosso íntimo. O que tem se tornado muito comum é que essas informações são tidas como “formas perfeitas de se viver”, levando você a tentativa de se encaixar a esse “dito” milagroso. O ponto é refletir o quanto essas informações externas têm te distraído e te distanciado de perceber a relação mais verdadeira, com você mesmo. Seria intuição ou consciência de si? Já parou para pensar sobre isso? Quanto você tem se afastado e se distanciado do seu íntimo?

9dc78b2905970b169b0c2a6226e70d5b

 

Atendo pessoas constantemente buscando essa conexão interna, seja no profissional ou pessoal. Todas desejam compreender o motivo pelo qual se perderam em seus objetivos, sonhos, desejos ou até a forma autêntica de existirem nas suas relações. Fico feliz em encontrar pessoas refletindo sobre seu existir e buscando compreender seu íntimo, para assim se relacionar com o mundo, de dentro para fora. Parece fácil, né?

3563451d900730fd1ef37e455051300c

 

No começo é tudo muito desafiador, mas quando você encontra a relação de tanta informação externa e alinha com a sua auto percepção compreende o caminho desse existir. Depois de descoberto o caminho real para si mesmo, isso vai se perpetuar pela sua trajetória e gerar esse desejo de se descobrir. Sim, será um pouco doido e transformador ver o mundo sob o olhar interno e se relacionar com ele dessa forma.

7a62f67364cb46b6c0d907010b88b3a7

 

Busque se conectar novamente com a sua essência, a sua intuição é a parte humana e verdadeira. Lembre-se dos nossos avós e pais, onde viviam em um mundo com pouca informação e muito engajamento e conexão com a natureza. Naquela época, o externo servia para dar conforto e não para trazer felicidade. Que possamos pensar nesses passados para assim trazer um novo significado ao nosso presente. Nossos dilemas de hoje já foram vividos na história, resgate algo de sentido na atualidade. Nos fizeram acreditar que somos complexos, talvez somos, como corpo, mas tão simples quando se tem a oportunidade de olhar para si. Permita-se!

O que é inteligência emocional e para que serve?

Esse é um assunto muito comentando atualmente, é a construção de autoconhecimento e o despertamento de certa consciência ou até clareza de como funcionamos. Nós vamos construindo caminhos internos e assim desenvolvendo a inteligência emocional. Você já ouviu falar disso? Vamos ver o que significa?

7262721d498fb7e2c2e3d652ff978021

“Inteligência emocional é um conceito relacionado com a chamada “inteligência social”, presente na psicologia e criado pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman. Um indivíduo emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções com mais facilidade. Entre as características da inteligência emocional estão a capacidade de controlar impulsos, canalizar emoções para situações adequadas, praticar a gratidão e motivar as pessoas, além de outras qualidades que possam ajudar a encorajar outros indivíduos”.

Mas por que é importante desenvolvê-la? Quais benefícios isso tem para mim hoje?

Vivemos imersos em uma era digital, relações completamente vazias, as pessoas não estão preocupadas em mostrar como são, todas desejam se esforçar para buscar o que lhe faz feliz. Passamos bom tempo da vida acreditando que a culpa está nas situações vividas e preferimos não lutar por elas. Acreditamos fielmente que tudo virá com muita facilidade e percebemos muitas vezes que a vida do outro é bem mais fácil. Diante disso e de tantos outros motivos que nos desconectam de nós mesmos, ainda nos julgamos a ponto nos achamos incapazes.

831dcc02a4761d53c11a102b5c992165

Desenvolver a inteligência emocional é estar dentro dessas situações, percebendo, sentindo todas as emoções e vivendo as situações ciente das suas dores e de que elas precisam ser acessadas, para assim, resolver com clareza.  Mas então, como desenvolver essa tal de inteligência emocional? Busque formas de se conhecer, como terapia, coaching ou até testes e análises de perfis, eles mostram indícios dos seus funcionamentos.

c6f22b125dfb623862e70b3635f44f68

Isso, porém, é só o começo. Ao descobrir algo novo nos abrimos uma porta para a ciência de si, a realidade e o amor próprio. Você irá perceber que vale muito a pena apostar, mudar, ressignificar. Você estará construindo processos internos com inteligência, gerando autoconhecimento e autoconfiança. Para que tudo isso comece é preciso estar aberto para si, assim você irá se desconstruir e amar as suas imperfeições. Se permita! Conte comigo, se for preciso!

Você tem percebido as relações de trabalho se transformando?

Para quem já leu os meus textos sabe que gosto de falar sobre processos de autoconhecimento, possibilidades de nos conhecer e construir novos caminhos. Sou psicóloga e coach, trabalho com desenvolvimento pessoal e profissional e por estar ativamente em contato com o mercado de trabalho, tenho sentido e percebido as transformações nas relações desse ambiente.  Devido a todas essas mudanças econômicas, acabamos passando por processos constantes de transformação no mercado de trabalho. Dentre os atendimentos, me deparo com muitos profissionais buscando se adequar e atualizar estratégias para esse novo cenário na busca por um emprego. 

woman-hand-desk-office-2

 Vou pontuar algumas percepções dessas transformações:

Dificuldade de se recolocar ou conseguir o primeiro emprego;

Falta de clareza para elaborar um currículo;

Falta de foco do que buscar, isso acontece quando não se tem uma clareza real de sua habilidade. Muitas vezes isso acontece pela necessidade de conseguir “qualquer coisa”;

Desmotivação diante do envio constante de currículo sem ser chamado para uma entrevista;

Os empregadores desejam pagar pouco e exigem muito dos colaboradores ou do possível candidato;

Desejo de mudar de área ao mesmo tempo que se depara com o conflito interno se esse é o momento certo;

Falta de conhecimento do mercado;

Mudança na CLT;

Novas formas de trabalho.

 Esses são alguns dos motivos pelos quais as pessoas nos buscam na consultoria ou para realizar um trabalho. Já atuo na área por cerca de seis anos e também tenho tido a necessidade de me transformar para adaptar o meu negócio. Existem detalhes muito reais nessas transformações que vêm acontecendo nas relações de trabalho. É preciso perceber essa realidade, mesmo que doída, é preciso se inovar a cada dia, se transformar, adaptar, mesmo que logo já tenha que mudar é preciso empreender na sua carreira.

9bf98f5ebe7751339cfa9ab3a863a870

Para empreender você não precisa ter um negócio, é simplesmente estar constantemente alinhado ás suas necessidades como profissional.  Você pode criar opções de melhor desempenho, ganho ou lucro para sua vida ou profissão. Transforme rotinas de trabalho, escolha formas de gerar mais produtividade, tenha ideias inovadoras e desafiadoras. Desafie a sua capacidade de enxergar além do cotidiano, solucionar com habilidade e criatividade. Desenvolva uma visão na sua carreira profissional e pessoal. Há os questionamentos e é muito fácil falar. Concordo, mas tudo aquilo que vivemos e geramos bons resultados foi porque paramos de reclamar e colocamos a mão na massa, refletimos sobre e tomamos as decisões.

Todos os dias encontro profissionais com dúvidas, insatisfação, desespero. Está difícil de se recolocar? Sim, mas não é impossível.

Business people giving high five in office

A notícia é que já estamos nessa onda de transformação, transição e mudança no mercado de trabalho.  As oportunidades diminuíram e aumentou o número de pessoas buscando por elas. Continuamos acreditando nas antigas formas de buscar um trabalho, mas isso mudou, e muito. Ás vezes você acaba utilizando isso de maneira desesperada e sem foco, esperando os mesmos resultados e pode até conseguir um trabalho, mas não será algo satisfatório.  Empresas buscam profissionais que empreendam na sua carreira, na forma de trabalhar, inovem, sejam autônomos. Isso é se destacar no meio de muitos, para tal é preciso repensar, avaliar se a forma de buscar um emprego está certa ou não. Pare de culpar as empresas, o mercado, a falta disso ou daquilo! Arregace as mangas porque essa é a sua vida profissional, sua carreira. O cenário econômico não irá mudar para ser mais fácil e as mudanças irão se intensificar cada vez mais. Para os profissionais que acompanham as mudanças e transformações sempre irão encontrar um bom posto de trabalho. Repense suas formas de busca e, se precisar, estou aqui! Permita-se e reflita!

Gestação: Onde eu fico enquanto a barriga cresce e o prazo de nascer aperta?

Já estamos no terceiro trimestre, entrei nos sete meses. As angústias e a ansiedade voltaram, ambas forte e causando uma mistura de sentimentos, a vontade de conhecer essa pequena e o desejo de que demore mais um pouco. Eu me pergunto: Será que estou pronta? Onde eu fico dentro de tanta responsabilidade que já existe? Como preparar tudo para a chegada da Julinha, o quarto, organizar o que chega e o chá de bebê.

3553c00aa8878ccca3235e9f6cdaf30f

Já são 27 semanas, faltam dois meses e meio para a chegada dela. O coração se enche de amor, mas também de um medo por não saber se darei conta. Faz parte se sentir assim e o intuito dos meus textos é refletirmos sobre o processo, esse ditado pelo social como mágico. E é sim, ás vezes me sinto em um sonho, estou cercada de tanto amor, bondade, compaixão e pessoas muito empáticas. Ao mesmo tempo, me sinto sozinha comigo mesma e a cada semana que passa, vou deixando algo de mim no caminho desse processo da gestação. Deixo pedacinhos e busco ressignificar outros que cabem nesse pequeno espaço dentro de mim. Tudo isso dói, mas também me conforta por imaginar o momento da sua chegada, quando saberei que tudo isso valeu a pena. Serei alguém melhor porque o amor dela, o nosso amor, vai encher todas as partes da minha vida.

9414407d0c8bd9fdb7ebb99681937983

Sei que vou me perder dentro de tudo isso, mas também me achar novamente. Onde fico depois que ela nascer? Eu saberei quando ela chegar, afinal, é precisar ambas estarem presentes para nos conhecermos. Só então irei descobrir a nossa relação e encontrar meu espeço comigo mesma e com ela. Me conforta ter a certeza de que o melhor sempre está por vir. Com certeza, vou amar me transformar, descobrir que a chegada de um bebê não servirá só para encher o meu coração, mas do papai, do nono, da nona, vovó e vovô, tios e tias.

Mas afinal, onde eu fico? Bem aqui, esperando cada dia que passa, diminuindo a espera da chegada e aproveitando esses poucos espaços que restam comigo mesma. Sinto aquele aperto no peito de que no final vou olhar para trás e ter certeza que valeu a espera, sentirei saudade.