É possível viver de forma equilibrada?

Nós idealizamos que chegará um momento de nossas vidas em que os problemas irão acabar, não haverá mais dores e iremos viver despreocupadamente. Será que isso realmente existe? Acredito que sim, por questão de crença, mas nessa vida, eu não acredito no equilíbrio. Tudo depende de qual o significado desse conceito para você, qual valor que isso tem.

70b10a98981503ede607a8c038eae7ce

A forma de encontrar esse tal de equilíbrio dependerá de como você acredita ser mais fácil de chegar até esse estado. Acredito que o equilíbrio está em encarar os eventos da vida dia-a-dia, buscando resolver os problemas um a um. Quando enfrentamos essas situações percebemos que o equilíbrio é uma constante que pode durar pelo resto da vida. Acredito que esse seja o desejo de muitos, mas vivemos sempre em busca desse estado para desfrutarmos de um sossego na vida. Será que existe essa vida equilibrada? Por que é tão difícil encontrarmos?

ea4307fbb7f724f1fccd67c9564bb1ca

Sofremos acreditando que chegará um momento que não teremos mais problemas e esse é o grande desafio que encontramos. Tudo aquilo que nos tira o equilíbrio nos gera vida, desafios, formas de resolver situações que não estão dando certo. Essas vivências nos trazem a uma realidade constante onde a vida é esse ir, vir, sentir, descansar e iniciar novamente, é um ciclo que segue até o fim da nossa história aqui na terra.

O grande vilão disso tudo é acharmos que conseguiremos equilibrar a vida. Viver de forma plena é encarar tudo isso, buscando muita verdade nesses desafios e sempre perceber o quanto cada uma das situações contribuíram para você.

6c9c65ed57a73e3f7cf3072f3e1f16fe

É possível ter uma vida equilibrada, mais estabilizada, onde os desafios irão se apresentar diante de você e a sua escolha será não enfrentá-los. E assim, tudo estará do mesmo jeito sempre, mas em algum momento você sentirá angústia pela falta de algo. Independente se você buscar ou não enfrentar, essa escolha será sempre sua.

Já parou para refletir sobre o que realmente é essa tal de responsabilidade?

Um substantivo feminino, vem do latim e demonstra a qualidade do que é responsável, ou obrigação de responder por atos próprios ou alheios, pode ser ainda por algo que foi confiado. A palavra responsabilidade está relacionada com a palavra em latim respondere, que significa “responder, prometer em troca”.  Será que você tem tido essa responsabilidade ou prefere terceirizar ela à outras pessoas?

38f2f90a0a127c26feffae100a64a525

Por vezes desviamos da responsabilidade, aí vão alguns exemplos:

Quando você tem alguém ao seu lado que acolhe facilmente a responsabilidade que supostamente deveria ser sua, acontece a terceirização dela. Essa atitude vem acompanhada de um sintoma, pois a pessoa que toma essa responsabilidade para si, aguenta por um tempo, mas em algum momento ela irá lhe devolver. Isso pode gerar um problema na relação, você provavelmente irá julgar como injusto o que a pessoa está fazendo.

Outra situação é a de vitimização, uma sequência da anterior. Nos colocamos sob um olhar de injustiça, acreditamos que o outro não tem razão e sentimos que estamos sendo julgados. Quando entramos nessa onda vamos para o terceiro ponto e é aí que a situação se agrava. Quantas vezes a vida te testou para que você perceba que para viver uma realidade é preciso ser responsável? Já refletiu sobre isso? Como você tem enfrentado os seus desafios e a vida? Tem tido responsabilidade ou tem deixado ela com alguém?

1a367e26667f79e02c528f2b19ee7164

A essa altura, você começa a negar a realidade porque está culpando o outro. Em meio a essa confusão toda, você magoa essa pessoa por uma falta de atitude sua e isso envolve o orgulho, que leva a ofensas e só tende a piorar.

d4ce9f1afaa18d8f27e835de35ebe2cc

Não existe uma sequência única, são sentimentos que aparecem. Pense em suas situações, não julgue o outro e muito menos você. Olhe para a situação e busque assumir a responsabilidade, aceite que cometeu um “desvio”. A pergunta agora seria, como muda isso? Dentre as três situações citadas faça o contrário, repense onde parou, como se perdeu, busque se observar para o próximo passo. A vida nos proporciona isso quase todos os dias, erramos para acertar, não nascemos com uma bula ou uma receita. Precisamos aceitar essas situações para poder gerar novas visões e evoluir. Para ter sucesso na vida pessoal é preciso mergulhar dentro de si e trazer isso para as experiências, como tentativa e erro. É como construir um caminho que quando você olhar para trás, não terá o desejo de retornar, mas de seguir em frente mesmo que não haja muita clareza. Se permita viver o novo todos os dias!

De que adianta a expectativa na gestação?

A expectativa está em tudo que vivemos, o que muda é a forma como olhamos para ela, se analisamos e desejamos colocar no outro ou em nós mesmos. Falando assim até parece simples, né? Mas não funciona dessa forma, apesar de também não ser uma missão impossível quando identificamos e pensamos sobre isso. Desde que engravidei sinto a expectativa vir cada vez mais forte, até porque esse momento da vida me projeta para algo que está só no imaginário de como será. Nada disso garante que tudo ocorrerá da forma que eu espero e é aí que encontro a tal da expectativa, essa que não mata mas ensina a viver.

7ec3c2c49efb0a9dce74806bcd25e0df

Criamos uma utopia e expectativa de como será aparência do nosso filho ou filha, como será a personalidade, a chegada, o parto, as noites mal dormidas, vem a pergunta: Como enfrentarei tudo isso? Nesse momento vem aquela angustia e o pensamento de que não vamos dar conta.  Quando chega nesse ponto, penso que estou viajando demais em idealizações e não na realidade vivida. Ao mesmo tempo sinto que é preciso pensar sobre esses pontos, porque nos trazem para algumas realidades. Confuso isso?

Falo isso porque temos o hábito de idealizar, imaginando o que virá e criando expectativas que normalmente nos projetam a uma idealização nada verdadeira. Sabe por quê?  Porque eu posso imaginar o que for, isso irá gerar angústia e curiosidade, eu só estarei antecipando uma sensação. Quando a realidade chegar, com o nascimento do bebê, essa será a verdade e talvez toda a projeção que fiz não servirá para nada, simplesmente vou lembrar e rir, ou me irritar porque aquilo que idealizei não está acontecendo.

9770d6f8e7192113c478ff8e8e5d03c2

Enquanto você tem ciência que criou essa expectativa para confortar algo que não conseguiu, enfrente e quando a realidade chegar, a dor pode ser minimizada. Mas se você não aceitar que a expectativa é diferente da realidade, então geramos um problema. O intuito de falar sobre isso é para refletimos não só sobre a expectativa na gestação, e sim na vida que levamos. O que estamos dispostos a enfrentar? Pense nisso.

4d99284cbdf28b402bad0e05714e15b5

Falo da gestação porque foi um presente que a vida me permitiu experimentar, onde é possível acertar e errar. Esse momento da gestação vem permeada de muita fantasia e pouca realidade. Quando pensamos no que é gerar um bebê, isso assusta, mas não deveria ser assim, essa experiência é uma oportunidade de refletir sobre tudo na vida. O problema é que nós seres humanos, amamos negar a realidade. Independente do momento que estamos vivendo, que possamos olhar de forma verdadeira ao que nos é permitido viver.

 

Por que deixamos as pedras do caminho serem maiores que os nossos objetivos?

Passamos e enfrentamos dilemas diários, cada um tem um objetivo ou sonho e isso é o que lhe movimenta a viver. Em algum momento da sua vida acredito que você deva ter olhado para esse objetivo e começado a caminhar em direção a ele. Quando iniciou esse percurso, você se deparou com uma grande pedra no caminho? Se isso já aconteceu com você, será que consegues lembrar do momento que isso se passou? Como você reagiu? Qual foi a sua estratégia?

17198531_895246293950321_2091185576_n

Acredito que existem duas formas de encarar essa pedra, ou seja, o problema que surgiu entre você e seu objetivo:

A primeira delas é a mais comum e é a reação de se vitimizar, culpar-se e achar que o universo, Deus ou qualquer coisa que você acredita está contra você. Ao agir assim acabamos nos agarrando a situações passadas que não deram certo, isso nos leva a acreditar que essa “pedra” no caminho é o nosso destino. É nesse momento que você se isola, vitimiza-se e acredita que não há uma saída. Há uma zona de conforto aqui, os seus medos e julgamentos justificam a pedra.

17160313_895246287283655_795267727_n

Já a segunda opção é uma escolha. Você percebe a ” pedra”, se lamenta e até vitimiza-se, mas pensa e reflete sobre ela. Como isso é possível? É aí que mora o segredo porque refletir a respeito dela é uma escolha, e no final, as “pedras” servem para nos dar força. Nesse momento você pensa em como resolver ou qual o significado, sua busca é por uma estratégia para enfrentar essa situação. Essa simples decisão faz você perceber que essa grande pedra na verdade, é pequena o suficiente para levar no bolso como um belo aprendizado.

17125279_895246290616988_1460546825_n

Sempre existirão duas escolhas na vida; ir e o ficar e quem decide é sempre você. Vale frisar que muitas vezes o ficar também é aprendizado, porque te permite compreender a beleza de passar por essa pedra. É importante que você busque internamente a resposta, mesmo que não seja mais possível ver seu objetivo atrás da pedra. Tudo tem um motivo e a vida constantemente nos trata, nos molda, nos transforma e isso machuca, deixa até cicatriz, mas esse momentos serão luz para encontrar seu objetivo e propósito. Talvez o para você, o parar e ver essa “pedra” seja o grande detalhe do seu crescimento. Permita-se amar as pedras do caminho!