Você já vivenciou o caos do desenvolvimento?

Já falamos tanto sobre como se conhecer, como se encontrar, como buscar nossa autonomia e se livrar de crença e valores, que ás vezes penso que vivemos um “caos” de desenvolvimento. Que loucura é essa?

596ee5472dd8df2bff4c796ad9dc4296

O significado da palavra ‘caos’ é desordem e confusão. Vamos pensar nessa palavra aliada com desenvolvimento. Essa desordem e confusão seria positiva, nesse caso acontece quando descobrimos algo novo no processo de autoconhecimento.

Pense em um momento na sua vida onde você descobriu uma crença que te limitava e resignificou e a partir daí vieram outras e novas descobertas. Por vezes isso nos deixa tontos de tanta novidade que descobrimos sobre nós mesmos. Ficamos tão confusos e ansiosos ao ponto de não saber por onde começar, então paralisamos ou desistimos. O que fazer com tudo isso?  Se você chegou nesse ponto isso é bom e desejo que você seja super bem-vindo ao seu caos de crescimento.

Penso que o primeiro passo é buscar dentro desse caos o que o levou até aí.  Segundo se teve benefícios, liste ao menos até cinco. Terceiro, comece pelo que você julga ser o mais fácil de resolver ou desfrutar.

cfb298ff14d45e7b67b6124112048fd3

Cuidado porque quando chegamos nesse ponto temos o hábito de escolher o mais difícil. Não se engane, o difícil você desistira mais rapidamente, e isso é uma sabotagem da sua mente. Quando escolhemos iniciar pelo mais difícil as vezes é algo que sempre nos incomodou e acreditamos que iremos dar conta, e até conseguimos mas acabamos parando no meio do caminho. Iniciar pelo que você julga mais fácil lhe trará um retorno rápido e consistente, dará força até chegar no mais difícil. É como se você construísse um caminho para quando chegar no caos mais complexo ter forças de seguir sem medo. Você passa a se sabotar menos, enche uma mala de experiências para o caos de desenvolvimento.

Iniciando esse processo você irá organizar os pensamentos e escolher a melhor forma de caminhar em meio ao seu caos. O segredo disso é escolher um foco e seguir percebendo, passe para o próximo, até que você compreenda o seu processo de desenvolvimento. Existem milhões de técnica, teorias e formas, mas a verdadeira é a que você consegue mergulhar em si mesmo se permitir desvendar-se, se jogar no seu caos de desenvolvimento e se divertir enquanto se conhece.6d2bd98d0c89bd8d6c900f4c5661ade2

Quando passamos a cuidar melhor da gente, aprendemos o real valor de cuidar de quem amamos da mesma forma. Permita-se!

Vida que nasce e renasce todos os dias!

Nós temos dificuldade de entender que cada dia que se inicia é um novo começo, a possibilidade de nascer ou renascer. Quando falo isso, não digo que devemos esquecer o ontem e não pensar no futuro. Acredito que é preciso pensar no presente e construir ele diariamente, tendo projetos e sonhos, mas que a construção seja para o hoje!

90f6de4494d612d87f8e7308501f1a76

E é por isso que o dia se encerra e inicia todos os dias. Inúmeras crenças como cristianismos, espiritismo e budismos nos instigam a perceber esse começar de cada dia como uma nova oportunidade. O ontem serve de legado e referência, seja ele positivo ou negativo, tudo é útil! Pense dentro da crença ou teoria que você já tenha lido e que leva consigo!

0c273dbb861179ac7f0a1f6eae83722e

Penso que a nossa dificuldade está em acreditar em nós mesmos, colocar em prática o que lemos, estudamos e vivemos. Estamos inseridos em um universo de informações onde somos bombardeados continuamente, mas esquecemos de filtrar, nos agarramos a tudo aquilo que é fácil de se ter e comprar, só esquecemos que isso não sustenta o caminho em direção ao futuro!  É nesse momento que passamos a culpar tudo e todos, mas a realidade e as escolhas são suas, então arregace as mangas da vida e coloque a mão na massa!  Permita-se nascer e renascer para suas experiências, esteja aberto ao que a vida te apresentar, não julgue as circunstâncias. Se estais vivendo algo que não está curtindo, olhe para trás e perceba se no seu passado quando foi presente, você estava se permitindo estar inteiramente nele?  Se não estava, não se culpe, mas aceite o hoje como aprendizado e renasça no que dói, vá buscando viver cada dia com a única responsabilidade de compreender a sua existência. Quanto mais você se conectar a si, mais próximo dos planos de Deus você estará para a sua vida!

b6cd26cd8be297eed216497adc6ba8b7

Pense sobre isso e permita-se, você é responsável por todas as suas escolhas, sempre!

Seja responsável pelas suas escolhas e pare de reclamar!

Você reclama muito da vida? Tem achado muitos culpados pelas suas escolhas erradas ou pelas suas ausências na vida?

99e4779e51723c2b19e07b484a101058

Em nossas relações buscamos sempre responsabilizar o outro porque essa é a melhor forma de se isentar do peso da vida. Vamos ser francos agora, você faz isso com muita frequência? Resgate aí um momento que você fez isso. Posso garantir que quando você percebe que faz e muda, fica um pouco mais fácil de compreender.

Vamos conversar sobre o porquê temos o velho hábito de não assumir nossa responsabilidade em relação a vida.

09f03d4cfd401beb1e4d56997d730ccd

  1. Acredito que o social e o meio em que vivemos ás vezes nos encoraja a não assumir a responsabilidade, mas entenda que a escolha é sempre sua de deixar ser conduzido pelo outro ou de tomar postura.
  2. Enfrentar a realidade é maluco e completamente imperfeito, por isso preferimos ser submissos nas nossas escolhas, onde criamos vínculos que podemos nos apoiar.
  3. A atitude requer coragem para quebrar crenças, valores, medos, que o levará a se desprender e viver a sua história.
  4. Com a coragem de quebrar esses paradigmas é como se você encontrasse a “luz no fim do túnel”. E mesmo não sabendo onde vai dar, você sente internamente que seguir e a única resposta para a angústia.
  5. Você se sente sozinho ao encarar tudo isso e enfim, está seguindo para a responsabilidade na sua vida. Essa coragem é o único combustível que te guia.
  6. Aqui você percebe o tempo que perdeu e o sentimento de culpa por isso.
  7. Nessa hora é preciso amar a sua forma imperfeita de viver a vida, que por sinal, deu certo até aqui.6b18d806b4dc9e544915d47d1f934b18

Caso tenha passado por esses passos, penso que está no caminho de aprender a responsabilizar-se por suas escolhas e verdades. O outro sempre existirá para que possamos perceber o quanto somos imprudentes com o nosso processo. As relações existem para nos complementar, não para culparmos ou sugarmos o que o outro tem de melhor. Devemos buscar através dessas relações, o quanto somos imperfeitos e por isso estamos em constante aprendizado. Seguir em frente é sua escolha.

Quando sua individualidade recebe uma gestação

Há cerca de um mês, tive uma notícia linda: estou grávida. Sempre escrevo textos falando do processo de autodesenvolvimento, são experienciais, como forma de me perceber e assim poder auxiliar quem se identifica. Desde então fui tomada por uma nova onda de sentimentos, medo, ansiedade, felicidade, amor, que me confundem na necessidade de compreender. Eles estão intensos na minha vida nesse período e pensando nisso, estarei dedicando um ou mais textos no mês falando dessa transição, construção ou processo.

573e12f9fa01edd804c4e19850a473d7

E para começar essa jornada de seis meses pela frente trago a tal da individualidade. Ás vezes a buscamos tanto, desejando fazer bem a nós mesmos que passamos a nos perceber e ter certa percepção de como nos sentimos. Podemos ir e vir, onde a única coisa que interessa é simplesmente a nossa vontade de construir, desconstruir, estar e não estar. Desejamos e fazemos planos onde os planejamentos acontecem, e então vem o medo ou a ansiedade de achar que não daremos conta.

Neste caso, o que se planejou aconteceu, a gestação. E com ela chegou como uma onda de amor mútuo, onde as pessoas te abraçam, beijam, emanam tanta energia boa e tanto amor, que chega a constranger. Porque é o momento, ele é mágico e transformador.

2a7d0e1873bfd46a8962a0014c36c28d

Sempre esperei viver esse processo acreditando que a gestação tem seu lado lindo, mas um outro que não ganha muitos holofotes. É interessante não colocar suas expectativas de vida em um “serumaninho”, que vem para esse mundo para caminhar a sua própria trajetória. Existe sim um processo para os futuros pais, e ele encontra intensidade nas mamães.

É nele que a individualidade recebe uma gestação desejada, ou não desejada, sendo preciso encarar todas as transformações hormonais. Agora o controle do seu corpo está sendo dividido para gerar um bebê, e ele vai mudar seu humor, tomada por desejos malucos, até divertidos ás vezes, ou seja, a sua individualidade já está tendo alterações, sutis, porém significativas. É importante continuar percebendo-se, isso auxilia nessa transição linda que Deus nos permite viver, se preparar para o amor incondicional e também para romantismo velado de uma gestação. É preciso aceitar a realidade, olhar para cada dia e semana como uma transformação continua. Por isso que dizem que uma mãe nasce junto, e hoje, estando na experiência, posso dizer que sim, estou aberta às flores e espinhos dessa transição. E ela já começou com a dor de não ter o controle de tudo, veio carregada de angústias e oscilações.

76036aa2040f24d92902ebf10d0fb4a7

Estou disposta e preparada para a construção desse papel na minha vida, desejando me perder e me encontrar quantas vezes for preciso para assim aprender. Da mesma forma que sempre nos dedicamos para batalhar por nossa individualidade, autodesenvolvimento, continue a evolução para o que tiver que ser!

Permita-se!

Quando nossa individualidade se torna egoísmo

 

Penso que vivemos dois grandes dilemas: o do social ditador que nos faz constantes cobranças e, neste caso, a individualidade é interessante; e o no mundo das relações, na qual os relacionamentos são importantes para construir uma harmonia. Isso tudo nos confunde porque ainda temos de lidar com a ilusão de achar que tudo isso tem que ser perfeito. E você, já sentiu dessa forma?

aace030cb8d6f2e640d0e144a1b8005c

Considera-se uma pessoa individualista ou tem um medo danado de estar sozinho? Você sempre busca relações para se sentir completo e depois percebe que não era isso, ou nem chega a perceber?

Em alguns momentos me sinto assim, me pego com o desejo de equilibrar o individual e as relações. Quando falo de relações me refiro a todas aquelas que temos com pais, companheiro (a), amigos, todos aquelas que julgamos importantes.

Quando nos relacionamos corremos o risco de nos tornarmos individualista ao ponto de fazer exigências, e dessa forma não conhecer o outro. Se passamos a perceber essa individualidade ela nos causa um certo desconforto, porque nesse mundo perfeito que idealizamos não existe a menor possibilidade de você ser individualista. Penso que esse sentimento existe para que possamos nos posicionar em nossas relações e conosco mesmo, permitindo assim que venhamos a nos perceber nessas relações.

Acredito que nos relacionamentos as pessoas buscam trazer a sua melhor forma, onde ambos desejam aparecer um para o outro. E é aí que mora o perigo, porque normalmente temos uma dominância, ou sedemos em prol da relação ou somos o que dominamos. Deixar o outro existir as vezes dói, será que estamos preparados para abrir mão? Já esteve em uma relação onde só o outro deseja existir e você também não conseguiu se posicionar?

711244d33697b7e3d3b6ff6282c1e3ad

Nesse momento é difícil porque as diferenças começam a existir. O interessante é enfrentá-las, o que dificulta porque na maioria das vezes fugimos ou sedemos. Isso devido à ilusão de que os conflitos são ruins, mas pelo contrário, são eles que ajudam a fortalecer uma relação.

Chegamos ao ponto de que a individualidade na relação é boa porque quando você compreende e percebe a individualidade do outo, permitindo-o existir, consequentemente haverá duas pessoas na relação.

E ao perceber isso a individualidade passa a ser respeitada, sem que cause desconforto. Para que uma relação exista de forma saudável, o outro precisa existir, só assim os dois serão capazes de criar o nós da relação. Isso é um constante treino, como tudo na vida é um permitir estar presente na experiência, perceber-se, respeitar-se e amar com todas as limitações.

36ea0478b594ec592ea8bffe08b136d4

Dar espaço para o outro significa aceitar que ele tem escolhas diferentes da suas, que ambos têm falhas e que ser empático é um ato de muito respeito pelo o outro e pela relação.

Esse tipo de sentimento é comum em relacionamentos que temos bastante apreço, é hora de você se questionar o motivo dessas relações não irem para frente.

Cuidado ao pensar que é melhor sozinho, que não existe alguém para você e que essas relações não são mais toleráveis. Será que isso não é um medo de ceder a sua individualidade? Não é fácil assumirmos para nós mesmos que amamos esse lado individual, pense sobre isso. A vida passa e, sem percebermos, estamos criando muros e não acessos nas relações. Esteja aberto para perceber essas verdades, vá aos poucos, permita-se, se obtiver resultados negativos, repense. Só saberemos como será se nos permitirmos viver as experiências de cada dia!

Três alertas de como alimentamos o monstro interno

 

Temos o dom de alimentar “monstros” internamente, como medo, ansiedade entre outros. Será que eles existem na proporção que imaginamos? E se esse monstro é uma defesa que está lhe impedindo de realizar o que você tanto sonhou?

2a58bc3463c58d165ab5eb65b1ce48a8

Alguma vez você já teve a sensação de estar alimentando algo dentro de você que te prende? Quando você percebe e coloca para fora, o tal monstro na verdade não se mostra mais do que um lindo gatinho. E agora, como combater ou controlar esse tal “monstro”?

Penso que existem três formas de alimentar esse “monstro”, e é importante identificá-las para refletirmos e então tomarmos uma atitude.731ee39de4e17fb5e079a4bb2d0cb3f0

1- Negar a realidade: Esse é um dos fatores que mais utilizamos em situações que requerem coragem para enfrentá-las. Negar a realidade é uma forma de nos defendermos e de acreditarmos que isso não está acontecendo, mas acabamos esquecendo que isso é a refeição perfeita para o monstro interno.

2- Medo: Temática comum em meus textos, esse sentimento sempre estará presente em nossa vida, o que muda é quando ele é identificado e refletido. O medo atua lado a lado com a negação da realidade e é questão de lógica, se nego automaticamente tenho medo de enfrentar o que está por vir, me impedindo de seguir.

3- Confusão interna: Quando chega nesse estágio é porque a negação e o medo já estão juntinhos, e aliados a confusão interna acaba gerando aquela sensação de acharmos que não vamos dar conta. Você nega que isso esteja acontecendo com você ao mesmo tempo que sente a necessidade de tomar alguma postura, e é aí que surge a confusão.

Como parar de alimentar esse monstro? Você conseguiu se perceber em alguma dessas situações?

Unir forças internas, perceber e aceitar o que está vivendo é o principal passo. Temos o hábito de negar constantemente nossos problemas, angústias e medos por acreditarmos que a melhor forma de resolvermos é jogando a sujeira para debaixo do tapete.

20716452-1

Pode até ser que por algum tempo funcione, mas uma hora você precisará aceitar a realidade. Sei que enfrentar de frente nossos problemas também é um lindo ato de coragem consigo mesmo, então te encorajo a lhe dar esse presente e desafiar-se. Vista a sua verdade e enfrente os monstros com muita vontade de viver. Já adianto que pode doer, mas siga e irá perceber verdadeiramente que “monstro” é esse!!! Liberte -se!