E aí? Em qual bolha você tem vivido?

photo_(1)

Você já sentiu  como se estivesse vivendo em uma “bolha” em alguns momentos da sua vida? E quando você vive alguma história com alguém e tem a percepção que quando saiu disso foi como se tivesse sido “abduzida” ou tivesse acordado de um sonho?

Isso acontece constantemente em nossa relações. Perceba alguns dos sintomas de viver em uma “bolha” ou ser “abduzida”, eles são muito normais em situações na vida em que nos relacionamos com pessoas: Continuar lendo

Silenciar é defesa ou aprendizado?

moça_1

Às vezes precisamos silenciar aqueles momentos na vida em que temos problemas, chateações. É preciso para compreender o que acontece. Você já se sentiu assim? Após acontecer algo que lhe tire do centro, depois de passar a mistura de sentimentos como tristeza, raiva ou de muita euforia que não consegue organizar pensamentos e entender o caminho a tomar? Onde a ansiedade de desejar resolver logo a dor acaba não conseguindo silenciar. Já se sentiu dessa forma?   Continuar lendo

Somos seres nus buscando a roupa certa?

photo (18)

Você já deve ter ouvido falar que chegamos nesse mundo sozinhos e vamos embora sozinhos. Mas você já parou para pensar que também viemos nus no pensar, sem saber crenças, valores, sem saber como funciona esse momento que é viver? Somo seres nus. Penso que a nossa nudez está quando nascemos sem julgamentos, como seres totalmente espontâneos, desejando descobrir esse universo que nos apresenta, com a pureza e verdade que nos movimenta. Continuar lendo

Estamos na era dos likes, olhe o quão feliz sou!

brutal-realidade-mundo-moderno-steve-cutts_6

Quão feliz eu sou?  O que estamos valorizando para sermos vistos e amados? Pensar sobre isso nos gera desconforto, mas acredito que a reflexão é válida para buscarmos perceber um pouco das intensidades de existir na vida e nas redes sociais. Penso que quanto mais a internet cresce, mais estamos valorizando o ser humano no o que aparecer nas redes, toda essa superfluidade de parecer o que não sou, as falsas verdades dos outros. Por que? Para nos sentirmos amados ou para nos enquadrarmos em um padrão social que nos obriga a parecer o que não somos, ao invés de buscarmos viver o que acreditamos. Continuar lendo

Será que a frustração, a defesa e a resistência atrapalham a mudança?

photo (14)

Provavelmente você já deve ter se sentido com o freio de mão puxadaaaaaço na vida. Já se sentiu assim? Por que será que puxamos ou travamos em alguns momentos da vida?
Às vezes percebemos que nós mesmos travamos a nossa evolução e, ainda assim, não conseguimos sair do lugar.

Penso que existem três grande personagens na nossa história: a frustração, a defesa e a resistência. Eles apresentam certa semelhança nos sentidos deles. Vamos entender um pouco de cada um.

A FRUSTRAÇÃO ocorre quando tentamos algo na vida, como se apresentar em público, flertar alguém ou buscar um emprego. Nesses momentos vamos cheios de expectativas, pensando na etapa em que iremos passar e conquistar. Quando vamos para uma dessas situações, vem algo que não havíamos pensado e não temos a resposta. Ai vem a danada da frustração. Só que temos o hábito de muitas vezes não registrar o sucesso disso e, sim, somente o negativo. Eis que surge esse registro na nossa mente. Se precisamos enfrentar algumas das situações citadas, qual a nossa primeira reação?

Como já nos frustramos, criamos uma defesa, onde passamos a não querer enfrentar. Enfim a DEFESA, essa que na sequência cria a RESISTÊNCIA. Como são comportamentos muito próximos, acabam gerando confusão, isso também porque estamos envolvidos na situação e acabamos puxando o freio de mão na nossa vida.

Nesses momentos percebemos que existe algo de errado que está bloqueando e não conseguimos entender. Por que quando chega em determinada situação, a coisa parece que não anda?

photo (15)

Dê um stop. Você se deu conta de algum momento desses? Pense nele e tente perceber a frustração, a defesa e a resistência. Se perceber, sinta o que você percebe, aceite que isso está acontecendo e converse ou pense internamente em cada situação. Como já falamos em outros textos, nenhum processo de mudança irá para frente se você não aceitar o que sente e enfrentar. A vitória realmente está do outro lado do muro da vida. Quando você entender esse movimento, irá perceber o quanto é gostoso se sentir e se perceber. Isso vai gerando auto-conhecimento de algumas situação e você passa a perceber outras situações .

Viva, sinta!!!